UM TRTEIRO CENTENÁRIO

O desembargador aposentado do TRT-2 Júlio de Araújo Franco Filho completou 101 anos de idade no dia 12 de outubro de 2018. Nomeado em 1956, dr. Júlio é um dos primeiros magistrados do Regional.

Exerceu a titularidade nas Juntas de Conciliação e Julgamento de Sorocaba e Jundiaí, em momento anterior à criação do TRT-15, quando essas unidades faziam parte da jurisdição do TRT-2. Mais tarde, atuou na 4ª JCJ da Capital e em 1979 foi nomeado juiz togado do Tribunal, como eram chamados os desembargadores do trabalho.

Júlio de Araújo Franco Filho, magistrados do TRT-2, TRT-2
Foto do dr. Júlio de 1955, quando de sua posse.

Bem humorado, extremamente lúcido e apreciador de bons vinhos, dr. Júlio diz “meu contrato vai até 111 anos. Quando chegar lá, renegocio as condições do contrato”.

Julio de Araújo Franco Filho, magistrados do TRT-2, TRT-2
Dr. Júlio de Araújo Franco Filho, durante visita à exposição “Memória do TRT-2: uma construção coletiva”.

A história do dr. Júlio se confunde com a própria história do Tribunal. Em visita à exposição “Memória do TRT-2: Uma Construção Coletiva”, em junho de 2018, dr. Júlio reconhecia, a cada vitrine, com um sorriso no rosto, os antigos prédios em que havia trabalhado e seus antigos colegas. Eram fotografias do primeiro edifício ocupado pelo TRT-2, na rua Conselheiro Crispiniano e de sua primeira geração de magistrados e servidores.

Júlio de Araújo Franco Filho, TRT-2, magistrados do TRT-2
Dr. Júlio observa vitrine da exposição “Memória do TRT-2: uma construção coletiva”.

Dr. Júlio ingressou no TRT-2 no 2º Concurso da Magistratura, realizado em 1955. Ele se lembra de sua prova de concurso, aplicada pelos próprios juízes do Tribunal, que eram apenas seis.

Dr. Júlio conta que as faculdades de direito ainda não dispunham de uma disciplina de Direito do Trabalho. Então, os candidatos tinham que estudar por conta própria, porque gostavam do assunto, com muita pesquisa em doutrina, principalmente inglesa e francesa, algumas leis e os livros de Direito Social de Cesarino Júnior, pioneiro dos estudos de direito do trabalho no Brasil.

O 2º concurso também aprovou a primeira Juíza Trabalhista do Brasil, Neusenice de Azevedo Barreto Küstner, que foi colega de trabalho do dr. Júlio.

Julio de Araújo Franco Filho, magistrados do TRt-2, TRT-2
Dr. Júlio observa sua pasta funciona, constante no Acervo do TRT-2.

Logo após tomar posse, passou a presidir audiências nas antigas juntas de conciliação, tendo que aprender na prática, conta dr. Júlio. “Pode ficar aí, você está ótimo”, dizia o juiz titular da junta, Gilberto Fragoso. Foi juiz titular tanto no interior quanto na capital, onde “as juntas eram sempre lotadas”, chegando a receber cerca de trinta novos processos por dia na 4ª junta de conciliação de São Paulo.

O magistrado, aposentado desde 1987, visitou a exposição acompanhado de seu grupo de amigos, também aposentados do TRT-2 que, juntos, relembraram de diversas histórias de suas carreiras. Muitos deles se reconheceram nas fotos da mostra, cedidas pela filha de João Baptista de Araújo, Maria Luisa Araújo, ambos servidores do Regional (ele, já falecido; ela, aposentada desde maio de 2019) mostrando como as histórias de vida se cruzam no Tribunal, criando vínculos afetivos que ficam na memória e que são revividos nesses encontros.

O grupo de amigos, formado durante sua trajetória no Regional, faz questão de se encontrar mensalmente, há mais de 20 anos, e conta com servidores e magistrados que trabalharam com o dr. Júlio nas antigas juntas de conciliação e julgamento e na Corregedoria. O cargo de Corregedor foi criado em 1981 e o dr. Júlio foi o 4º Juiz Corregedor, eleito em 1986, cargo no qual se aposentou, pela compulsória.

Julio de Araújo Franco Filho, servidores do TRT-2, magistrados do TRT-2
Dr. Julio ao lado de colegas do TRT-2 em visita à exposição “Memória do TRT-2: uma construção coletiva”.
Júlio de Araújo Franco Filho, magistrados do TRT-2
Foto de um dos almoços mensais do dr. Júlio com colegas, servidores e magistrados inativos, do TRT-2.
Júlio de Araújo Franco Filho, magistrados do TRT-2, TRT-2
Os amigos reunidos, em 2011.

Dr. Júlio é parte da história do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região e prova de que os laços de amizade, construídos no dia a dia de trabalho, podem ser duradouros, assim como as memórias e as boas histórias.Design sem nome

Escrito por: TATIANA RYSEVAS GUERRA

Historiadora, jornalista e artista plástica, é apaixonada por museus e documentos antigos. Adora viajar, tirar fotos e pintar quadros. Sempre sonhou em contar a história do TRT-2, onde trabalha desde 2012, tentando unir criatividade à rotina do dia a dia.Design sem nome

Memórias Trabalhistas é uma página criada pelo Centro de Memória do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, setor responsável pela pesquisa e divulgação da história do TRT-2. Neste espaço, é possível encontrar artigos, histórias e curiosidades sobre o TRT-2, maior tribunal trabalhista do país.

Acesse também o Centro de Memória Virtual e conheça nosso acervo histórico, disponível para consulta e pesquisa.

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s