Presidentes

Relação de todos presidentes do Regional, desde 1941


Desde 1941, quando foi instalado, o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região teve 34 presidentes.

O primeiro deles foi Eduardo Vicente de Azevedo, que ficou no cargo por apenas um ano (1941-1942). Eduardo aposentou-se em 13 de maio de 1942, após 35 anos de serviços prestados à nação. Nosso primeiro gestor foi nomeado pelo presidente da República, Getúlio Vargas.

Em 1941, quando o Conselho foi criado, era juiz federal substituto em disponibilidade e, “apesar da idade e da saúde combalida”, como descreve o Relatório Anual de Atividades do TRT-2 do ano de 1943, teve a árdua tarefa de colocar o Conselho Regional do Trabalho da 2ª Região em funcionamento e liderá-lo ainda em tempos de incertezas e poucos recursos.

O segundo presidente foi Oscar de Oliveira Carvalho que, até o ano anterior, era juiz-presidente da 1ª Junta de Conciliação e Julgamento da Capital. Oscar tomou posse em 13 de maio de 1942, mesma data em que faleceria, dois anos depois, ainda no exercício da Presidência.

O Centro de Memória do TRT-2 tem, aos poucos, resgatado a trajetória de cada um dos magistrados e magistradas que ocuparam a Presidência do Regional.

Durante seus primeiros anos, ainda como Conselho Regional, os presidentes do órgão eram indicados pelo presidente da República. A partir de 1946, quando os conselhos passaram a se chamar tribunais e a Justiça do Trabalho passou a integrar o Poder Judiciário, os regionais foram instados a redigirem seus próprios regimentos internos. Em 1947, o TRT-2 publicou seu primeiro ordenamento, que passou a prever eleições para a escolha de presidente e vice, por seus pares, para um mandato de dois anos.

Durante as primeiras décadas de funcionamento da Justiça do Trabalho em São Paulo, o quadro de magistrados era muito pequeno em comparação ao dos dias atuais. Dessa forma, os juízes-presidentes de junta ascendiam rapidamente ao cargo de juízes de Tribunal (atual cargo de desembargador) e, assim, podiam concorrer às eleições para a Presidência do Regional. Foi o caso de José Teixeira Penteado, o primeiro presidente eleito do TRT-2.

Em 1954, nosso primeiro juiz de tribunal foi nomeado ministro do TST: Thelio da Costa Monteiro. Eleito presidente do TRT-2 para a gestão 1953-1955, Thelio não finalizou seu mandato, sendo substituído pelo vice-presidente, Hélio Tupinambá Fonseca, que ainda seria reeleito duas outras vezes.

Outro nomeado para o TST foi Antonio Lamarca, exatamente para a vaga de Thelio da Costa Monteiro. Lamarca foi presidente durante a gestão 1981-1982. Na verdade, completou o mandato de Nelson Ferreira de Souza (1980-1981), primeiro presidente do TRT-2 que foi também servidor do Tribunal. Ferreira de Souza foi nomeado para o Conselho Regional do Trabalho em 1941, tendo atuado como chefe de secretaria (atual cargo de diretor de secretaria) da 2ª Junta de Conciliação e Julgamento da Capital. Prestou o primeiro concurso da magistratura, em 1953. Ficou na quinta colocação, sendo nomeado em 1955. Faleceu em 1981, durante seu mandato.

Nosso primeiro primeiro presidente eleito aprovado pelo Concurso da Magistratura foi Roberto Mário Martins Rodrigues. Décimo colocado no II Concurso da Magistratura (o mesmo que nomeou Antonio Lamarca, o primeiro colocado do certame), Roberto Mário presidiu o Regional entre 1976 e 1978.

Ao longo dos anos, algumas modificações foram feitas, tanto garantindo quanto extinguindo o direito à reeleição dos presidentes. Até mesmo o tempo de mandato foi alterado: de dois anos passou para três e dois novamente. Hélio Tupinambá Fonseca (1954-1959), Décio de Toledo Leite (1959-1963) e Homero Diniz Gonçalves (1967-1976) foram alguns dos presidentes que comandaram o TRT-2 durante mais de uma gestão.

Já nossa primeira magistrada presidente foi Maria Aparecida Pellegrina (2002-2004), que esteve à frente da importante tarefa de retomada das obras e instalação do Fórum Ruy Barbosa, em março de 2004. Depois dela, tivemos mais quatro mulheres à frente do Regional: Dora Vaz Treviño (2004-2006), Maria Doralice Novaes (2012-2014), Silvia Regina Pondé Galvão Devonald (2014-2016) e Rilma Aparecida Hemetério (2018-2020), que também foi a primeira mulher negra a comandar o maior tribunal trabalhista do país, além de ter sido servidora.

Desde 1976, quando o juiz Homero Diniz Gonçalves deixou a Presidência, após um mandato de nove anos, os presidentes são eleitos por seus pares, membros da segunda instância de cada Regional Trabalhista, para um mandato de dois anos, sendo vedada a reeleição.

Em 2020, o presidente eleito foi o desembargador Luiz Antônio Moreira Vidigal, 34º presidente de nossa história e, assim como alguns de seus antecessores, também foi servidor do TRT-2.


#PRESIDENTEMANDATO
1Eduardo Vicente de Azevedo1941-1942
2Oscar de Oliveira Mendonça1942-1944
3Nebrídio Negreiros1944-1946
4Ernesto Mendonça de Carvalho Borges1946-1948
5José Teixeira Penteado1948-1953
6Thelio da Costa Monteiro1953-1954
7Hélio Tupinambá Fonseca1954-1959
8Décio de Toledo Leite1959-1963
9Hélio de Miranda Guimarães1963-1967
10Homero Diniz Gonçalves1967-1976
11Roberto Mário Rodrigues Martins1976-1978
12Nelson Virgílio do Nascimento1978-1980
13Nelson Ferreira de Souza1980-1981
14Antônio Lamarca1981-1982
15Aluysio Simões de Campos1982-1984
16Pedro Benjamin Vieira1984-1986
17Rubens Ferrari1986-1988
18Helder Almeida de Carvalho1988-1990
19Nicolau dos Santos Neto1990-1992
20José Victorio Moro1992-1994
21Rubens Tavares Aidar1994-1996
22Delvio Buffulin1996-1998
23Floriano Corrêa Vaz da Silva1998-2000
24Francisco Antônio de Oliveira2000-2002
25Maria Aparecida Pellegrina2002-2004
26Dora Vaz Treviño2004-2006
27Antônio José Teixeira de Carvalho2006-2008
28Deco Sebastião Daidone2008-2010
29Nelson Nazar2010-2012
30Maria Doralice Novaes2012-2014
31Silvia Regina Pondé Galvão Devonald2014-2016
32Wilson Fernandes2016-2018
33Rilma Aparecida Hemetério2018-2020
34Wilson Antônio Moreira Vidigal2020-2022

GALERIA DE PRESIDENTES


Leia mais sobre os presidentes do TRT-2



Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: