BENEDICTA SAVI: UMA VIDA CHEIA DE ATITUDES

Benedicta Savi foi servidora do TRT-2 entre 1963 e 1989. Atuou na Junta de Conciliação e Julgamento de Santo André e na Biblioteca do TRT-2, até ser demitida por abandono de emprego, após seu exílio. Perseguida pelo Regime Militar, conseguiu retornar ao Brasil apenas em 1978. Foi reintegrada em 1989, quando se aposentou.

A BARONESA DO TRT-2

Dayse Conrado Bacchi foi servidora do TRT-2 entre 1958 e 1987. Iniciou suas atividades na Seção de Certidões e Traslados, na qual eventualmente assumiria a chefia em 1964, e permaneceria em tal posição até a sua aposentadoria.

UM GRANDE CONTADOR DE CAUSOS

Luiz Antônio de Toledo Leite foi servidor do TRT-2 entre 1957 e 1990. Atuou nas Juntas de Conciliação e Julgamento de Campinas e Santos, além da 22ª de São Paulo.

UM GUERREIRO CHAMADO FALCÃO

Luiz da Silva Falcão foi servidor do TRT-2 entre 1982 e 2019. Ele é o primeiro entrevistado do projeto “Memórias Narradas”, do Centro de Memória do TRT-2.

MEMÓRIAS NARRADAS (POR QUEM PARTICIPOU DA HISTÓRIA DO TRT-2)

A partir do mês de novembro, o Centro de Memória do TRT-2 começa a disponibilizar o projeto “Memórias Narradas”, série de entrevistas realizadas ao longo do ano de 2019 com servidores e magistrados aposentados, nas quais eles contam suas trajetórias de vida dentro da instituição, relembrando alguns de seus mais marcantes momentos no TRT-2.

ENTRE PASSARINHOS, OPALAS E COMPUTADORES

Ao elaborarem as narrativas sobre as suas trajetórias, as pessoas relembram de seus contemporâneos e de gerações anteriores à sua, dando pistas e informações valiosas sobre outros atores da história da Justiça do Trabalho.

“MEMÓRIA DO TRT-2”: UMA EXPOSIÇÃO EM CONSTANTE CONSTRUÇÃO

Revisada e atualizada, a exposição que conta a história do TRT-2 chega ao ed. Sede, no mês de maio.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora